Doenças Cardiovasculares

As doenças cardiovasculares mais comuns como o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e o Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) constituem a principal causa de mortalidade e de incapacidade não só a nível mundial, como também em Portugal. 


A doença cardiovascular é desencadeada e agravada por um conjunto de factores de risco, que incluem uma alimentação não saudável, o excesso de peso, a pressão arterial elevada (Hipertensão Arterial), elevados níveis de colesterol no sangue, o excesso de açúcar no sangue, o sedentarismo, o stress não controlado, o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.


A correcção de um ou mais destes factores contribui para a redução do risco cardiovascular.


Hipertensão Arterial (HTA)


A pressão arterial (PA) sistólica (máxima) e a diastólica (mínima) correspondem à força exercida nas paredes vasculares pelo sangue provindo do coração. Medida em mm Hg, valores elevados poderão levar a lesões cardiovasculares, daí a necessidade do controlo da PA nos parâmetros definidos para cada doente.


Em geral, a HTA é uma “doença silenciosa”, ou seja não provoca quaisquer sintomas durante muitos anos. Em alguns (poucos) casos pode provocar dores de cabeça, tonturas, vertigens, cansaço e fadiga ou, raramente, visão desfocada. A única maneira de diagnosticar a HTA ou verificar se está controlada com o tratamento é medir com frequência a PA.